Notícias

Com aumento no número de mortes, regional de Saúde de Cornélio Procópio atinge nível de emergência para Covid-19


faccrei

A regional de Cornélio Procópio tem o maior índice de mortes no Paraná levando em conta a proporção da população, segundo a SESA

Foto: CN
Até o momento foram registradas 32 mortes na Região

As regionais de saúde de Cornélio Procópio e Londrina entraram em nível de emergência devido ao número de mortes registradas por complicações da Covid-19.

O monitoramento da Secretaria Estadual de Saúde (SESA), indicou que o número de mortes nestas regionais superou o dobro da média estadual, o que força a tomada de medidas pelas autoridades de saúde para entender estes números e conter novas mortes.

Enquanto a média estadual é de cinco mortes a cada grupo de cem mil habitantes, a Regional de Saúde de Londrina chegou a 10 mortes por cem mil moradores e Regional de Saúde de Cornélio Procópio, que lidera esta estatística, chegou a 14 mortes para cada cem mil pessoas.

A Regional de Saúde de Londrina soma 102 mortes, sendo que a cidade de Londrina tem 78 destas mortes. O número indica um aumento de 212% apenas no mês de junho, que começou com 25 mortes por Covid-19 na cidade.

Em Londrina a situação só não é mais crítica porque foi feito um planejamento que ampliou o número de leitos e ainda não há superlotação nos hospitais.

A 18ª Regional de Saúde Cornélio Procópio, que integra as cidades de Abatiá, Andirá, Bandeirantes, Congonhinhas, Itambaracá, Leópolis, Nova América da Colina, Nova Fátima, Nova Santa Bárbara, Rancho Alegre, Ribeirão do Pinhal, Santa Amélia, Santa Cecília do Pavão, Santa Mariana, Santo Antônio do Paraíso, São Jerônimo da Serra, São Sebastião da Amoreira, Sapopema, Sertaneja e Uraí , até o momento registrou 32 mortes, número elevado e acima da média quando se leva em conta a proporção do número de moradores.

A regional de Cornélio Procópio tem o maior índice de mortes no Paraná levando em conta a proporção da população.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do G1 PR
Novidades Faccrei