Notícias

Em Cornélio Procópio, após ter nome envolvido em vendas de falso consórcio, pré-candidato a vereador da a sua versão do fato


Brasil Net

Everton Luiz procurou o jornalista Bruno Magalhães e rebateu as acusações no programa RC News da Rádio Cornélio FM 98.1

Foto: Reprodução/CN
Um vídeo feito erroneamente pela RICTV no ano passado está sendo usado para atrapalhar a sua campanha, afirmou o pré-candidato

Depois de grande repercussão negativa de uma matéria divulgada pela RICTV em meados de 2019 e depois novamente difundida nas redes sociais nos últimos dias, a qual  acusa o procopense Everton Luiz de supostamente ter aplicado o golpe do falso consórcio em Londrina, este procurou os microfones da RC FM 98.1 para dar a sua versão do caso no programa RC News do jornalista Bruno Magalhães no início da noite de quinta-feira (10).

Segundo Everton Luiz, não houve crime de estelionato, mas um desacordo com as partes envolvidas e a RICTV, não o procurou para apurar os reais fatos, dando ênfase nas pessoas que supostamente foram lesadas, o que prejudicou a sua imagem como profissional e expôs a sua família ao olhar condenatório da população.

Everton Luiz disse que é pré-candidato a vereador em Cornélio Procópio e que graças a isto, um indivíduo, agindo de má fé, resgatou o vídeo, que é do ano passado, para atrapalhar a sua campanha, que já ganha simpatia de muitas pessoas.

Sobre o caso, ele disse que possuía uma empresa por sete anos em Londrina com a sua esposa, onde vendia direitos de consórcios para clientes que assumiam o contrato, tendo todos os papéis para provar, inclusive de representações para quem trabalhava, além de documentos de compra e venda, todos legitimados.

Já foram resolvidos problemas com alguns cliente que ficaram insatisfeitos e decidiram voltar atrás e outros ainda esperam por um desfecho, em uma denúncia que foi feita em uma delegacia de Londrina, que não possuiu nem representação, não sendo ele chamado para ser ouvido, o que demonstra a falta de validade em um processo, disse Everton Luiz, que garantiu que seu ramo de negócio era legal e não tem nada a ver com a acusação de estelionato, que agora se transformou em fake news, que está sendo difundida pelas redes sociais.

Disse ainda que nesta campanha de difamação, ele vem sendo comparando com o protagonista do filme “O Lobo de Wall Street”, um criminoso do colarinho branco e  praticamente está sendo condenando, como também a sua esposa, que não tem nenhuma participação no caso.

Everton Luiz afirmou que deverá tomar as devidas medidas legais contra quem vinculou a matéria feita pela RICTV, que a retirou do ar, assumindo o erro de não ter o procurado, a qual também deverá responder na Justiça pela falta de ética no jornalismo, que transformou em um verdadeiro bandido, tendo a sua imagem e de sua esposa divulgada em seus programas.

Ao final da entrevista, Everton Luiz agradeceu o apoio que vem recebendo e salientou que para se candidatar a um cargo público, o cidadão deve ser “ficha limpa”, que é seu caso e ele vai prosseguir com a campanha, onde espera ser eleito vereador de Cornélio Procópio com apoio de todos que o conhecem e sabem de sua integridade.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias
Novidades Faccrei