Notícias

Vigilante da CEF atira em companheiro de trabalho e depois se mata


Brasil Net

O fato ocorreu a manhã de quinta-feira (2) no interior da agência

Foto: Divulgação
Depois de atirar no colega, o vigilante se trancou em uma sala e se matou

Um vigilante de 53 anos da Caixa Econômica Federal foi baleado pelo próprio companheiro de serviço, que trabalha na mesma agência, durante a manhã de quinta-feira (2) em Porecatu (Região Metropolitana de Londrina). Segundo a Polícia Civil, o segurança se trancou em uma sala do banco e se matou, atirando contra a cabeça.

O outro vigilante, de 43 anos de idade levou três disparos, que lhe atingiram o braço e maxilar. Ele foi encaminhado pelo SAMU para o Hospital Municipal de Florestópolis, mas por conta da gravidade, foi transferido para o HU (Hospital Universitário) de Londrina.

Apesar de ainda ter pouquíssimas informações, o delegado Elisandro de Souza Correia revelou que os dois vigias se envolveram em uma discussão, que depois terminou na tragédia.

"Quando tudo aconteceu, a agência estava fechada, isso por volta de 8h. Um outro vigilante e uma zeladora viram os dois discutindo, mas não souberam dizer o motivo. Isso está sendo investigado", explicou.

Correia disse que é cedo para afirmar se autor e vítima tinham algum tipo de desavença.

"Pelo menos por enquanto, não temos essa informação. Vamos analisar imagens de câmeras de segurança para saber se houve troca de tiros e como começou a briga", ponderou.

As armas dos vigilantes, dois revólveres calibre 38, foram apreendidas para perícia.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: Redação CN Notícias, com informações do Portal Bonde